Páginas

quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

Trip tips: Paris em 10 lugares - parte II

Oi, pessoal!

O post de hoje dá continuidade aos lugares #top10 de Paris...
Keep reading ;)

Ópera de Paris 
Considerada uma das maiores obras arquitetônicas do mundo, a Ópera de Paris realmente surpreende por toda a sua beleza e esplendor. Além de visitas guiadas, que contam as histórias, segredos e mitos pro trás de grandes espetáculos que ali se realizaram, a Ópera também é um convite para quem quer simplesmente babar no seu interior formidável ou então assistir a um musical.

Catedral de Notre Dame
Reconhecida internacionalmente sobretudo pelo livro de Victor Hugo, a Catedral é um dos pontos turísticos mais populares em Paris, tanto pela sua arquitetura quanto pela sua história. Mais um exemplar da arte gótica, traz milhares de pessoas à pequena Île de la Cité, bem no coração de Paris, para admirar suas esculturas (quem lembra do filme? o/) ou até mesmo só para ouvir seus poderosos sinos anunciando as horas do dia.

Galerias Lafayette 
Um dos maiores polos de compras de Paris, as Galerias, além de concentrarem as maiores marcas do mundo, com os mais diferenciados produtos – beleza e moda são os principais! – também impressiona, por si só, pela grandiosidade e, mais uma vez, arquitetura. Já deu para perceber que tudo nessa cidade é um pouco “megalomaníaco”, não é? Impossível não se render a milhares de fotos! Além disso, a Galeria também oferece opções gourmet bem interessantes, como as (rede-facilita-sua-vida)  Pret a manger.

Jardin des Tuileries
Estrategicamente posicionado entre outros pontos turísticos, como o Louvre e o Orangerie, o jardim é uma passagem obrigatória para quem quer bem conhecer o “espírito” francês. Leia um livro, ouça uma música ou exercite-se: o lugar é um verdadeiro convite à contemplação e admiração da beleza parisiense.

Sacré Coeur - Montmartre 
Conhecer Montmartre, quartier que abriga a Sacré Couer, é uma das atividades mais imprescindíveis, uma vez em Paris. Aproveite para passar na Place du Tertre e conhecer seus artistas de rua, dê uma esticadinha até a Moulin Rouge e, é claro, não deixe de conhecer o interior da basílica, que é mais uma monstruosa obra francesa.

Como já foi dito, Paris não se resume simplesmente a esses 10 lugares, embora eles sejam o que eu considero, por excelência, os mais imperdíveis pontos da capital francesa.
Paris é muito mais do que isso e está em cada rua, café ou jardim. Para conhecê-la de verdade, além de mergulhar em seus pontos turísticos, é preciso caminhar sem pressa, flanando, como os próprios franceses tanto defendem. Admirando suas ruas, ouvindo seus sons e provando seus sabores... Descobrir Paris é uma tarefa diária, e que vai muito além do que todo e qualquer hot stop pode dizer.
Divirta-se!

Um beijo,

Nenhum comentário:

Postar um comentário