Páginas

sexta-feira, 27 de novembro de 2015

Da semana: resumão

Oi, gente!
Vamos conferir alguns destaques desta semana!
Continuem lendo... ;)

Prefeituras reclamam de falta de orientação da Samarco sobre lama de rejeitos


Três semanas depois do rompimento da barragem de rejeitos de mineração da empresa Samarco, em Mariana (MG), ainda restam dúvidas sobre os riscos que as mais de 50 toneladas de lama representam para a saúde das populações atingidas e o meio ambiente ao longo de 850 quilômetros do Rio Doce, de Minas Gerais ao Espírito Santo
Moradores de cidades banhadas pelo rio manifestam preocupação com o fato de, passados 21 dias, não conseguirem observar melhorias no cenário devastado. A lama continua descendo e a água permanece grossa e barrenta. 
As três prefeituras mineiras dos primeiros municípios atingidos pela onda de lama, informaram que até agora não receberam nenhuma informação formal da Samarco, empresa da Vale e da BHP responsável pela tragédia, sobre a composição dos rejeitos. 
Joel Souto, porta-voz da prefeitura de Belo Oriente, disse que há uma desconfiança muito grande da população em relação à água do Rio Doce, e que o prefeito da cidade também achou prudente esperar até “ter certeza” de que não há elementos tóxicos na água antes de retomar a captação. “Não obstante a Copasa [Companhia de Saneamento de Minas Gerais], responsável pelo tratamento da água na região, e outros órgãos dizerem que não há metais pesados na água, há muita desconfiança. A Samarco não informou a ninguém quais os elementos químicos que estavam nos rejeitos. Queremos saber o que de fato estava lá. Ainda mais agora que sabemos que a Vale também estava enviando rejeitos para a barragem que se rompeu, fica essa incógnita no ar”. 
A secretária de Administração da prefeitura de Tumiritinga, Janine Vicente, disse que passa todos os dias pelo rio e que ainda não vê melhorias na aparência da água desde o dia em que a lama começou a chegar. O que melhorou, segundo ela, foi o mau-cheiro que havia tomado conta da cidade com a enxurrada de lama. “O cheiro de podre era por causa dos peixes mortos”, relatou. “Antes de morrer, para tentar escapar da lama, os peixes nadavam para a margem do rio e morriam.” Segundo ela, milhares de peixes morreram. Muitos foram retirados pela própria comunidade. “Falta informação, nenhum documento da Samarco foi enviado à prefeitura da cidade até o momento, dizendo como proceder", completa a secretária.
Leia mais clicando aqui.

Papa alerta contra corrupção e critica injustiça social no Quênia



O papa Francisco alertou os jovens quenianos para que não que sucumbam à tentação da corrupção e pediu a eles que ajudem aqueles que se envolvem com ideologias fanáticas, durante um discurso que lotou um estádio em Nairóbi, na capital do Quênia: "o espírito do mal nos leva à falta de unidade. Ele leva ao tribalismo, à corrupção e às drogas. Ele nos leva à destruição pelo fanatismo", disse Francisco, que foi aplaudido diversas vezes durante o seu discurso. O papa foi recebido no estádio por fiéis que cantavam e dançavam, inclusive o presidente queniano, Uhuru Kenyatta, que reformou seu gabinete recentemente, após escândalos de corrupção envolvendo vários ministros.
O tema não passou em branco no discurso. A corrupção "é como açúcar, é doce, nós gostamos e é fácil. Até no Vaticano há casos de corrupção. Por favor, não desenvolvam o gosto por esse açúcar chamado corrupção", pediu Francisco.
A radicalização de jovens também foi abordada pelo pontífice. O Quênia foi alvo de uma série de ataques de militantes islamistas. Francisco disse que a falta de ensino e de emprego são fatores que levam uma pessoa a se deixar influenciar por ideologias radicais e pediu aos jovens que ajudem vítimas potenciais e não as deixem sozinhas, incluindo-as na sociedade.
Leia mais clicando aqui.
Esperança brasileira de medalha olímpica no boxe é flagrada no doping

A brasileira Clélia Marques da Costa trocou o status de esperança de medalha brasileira nas Olimpíadas do Rio de Janeiro 2016 por uma suspensão de seis meses pelo uso de doping flagrado em exame surpresa realizado em setembro passado.
Aos 27 anos, a boxeadora foi testada positivo para a substância furosemida, um diurético que é proibido por, além de ajudar no processo de perda de peso, atuar como um produto para mascarar a presença de outras substâncias ilegais.
Ainda não oficialmente impossibilitada de participar dos Jogos, Clélia, no entanto, não poderá participar do Mundial previsto para maio do ano que vem, no Cazaquistão, e que servirá como principal evento classificatório para as Olimpíadas.
Leia mais clicando aqui.
Governo libera R$ 2 mi para pesquisa da "pílula do câncer"
O Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação liberou R$ 2 milhões para pesquisa sobre eficácia e segurança da fosfoetanolamina, substância presente na “pílula do câncer”, que era distribuída informalmente por um laboratório da USP de São Carlos. O convênio foi assinado ontem (25) pelo ministro Celso Pansera (PMDB).
Esse é o primeiro passo de um aporte total de R$ 10 milhões em pesquisas, compromisso acertado com representantes da comunidade científica e do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) no início do mês de novembro.
Leia mais clicando aqui.
Enfim, galera. Por hoje é isso. Aguardem sexta-feira que vem para mais notícias. Um abraço e um beijo,

Nenhum comentário:

Postar um comentário