Páginas

quinta-feira, 27 de novembro de 2014

Saúde & Fitness: Idade para começar atividades físicas

Olá, meninas

Final de ano chegando, férias escolares, filhos em casa, bate logo uma preocupação, e eu tenho recebido muitas perguntas das mamães, do tipo "com quantos anos posso colocar meu filho pra fazer atividade física?"
Então, resolvi escrever um pouco sobre esse assunto...


Antigamente os pais não se preocupavam tanto com isso, pois o fazer atividade física está dentro das crianças. Por isso, elas são "inquietas", é da natureza da criança querer correr, pular, subir, descer...
Porém, com todos os problemas urbanos, falta de lugar para brincar, espaço, tempo, as crianças estão ficando cada vez mais dentro da casa onde mora, muitas vezes um apartamento pequeno, onde a área comum é um playground minúsculo. Falta o espaços que tínhamos antigamente, árvores para subir, terrenos baldios para jogar futebol...  Além disso, temos a insegurança de a criança poder sair na rua para brincar com os amigos, como era comum antigamente.
Naquela época, a preocupação que minha mãe tinha era que eu fizesse exercício em excesso. Hoje, temos uma situação completamente invertida, e a criança é uma vítima disso. Por isso, é necessário estimulá-la a praticar uma atividade física...

Em quais casos a atividade física não é recomendada para crianças? Existe contra-indicação?
Não há nenhuma contra-indicação para a atividade física, mesmo na criança doente ou com problemas físicos. Basta adaptar à etapa do desenvolvimento e às condições de cada criança, evitando os exercícios de força e aqueles que levam à hipertrofia da massa muscular, pois os músculos enrijecidos opõe-se ao crescimento ósseo.
A natação, que é uma excelente atividade física, pode não ser indicada, temporariamente, para crianças com rinite-sinusite crônica. 


Qual é a diferença entre atividade física e esporte?
No esporte, a atividade física que está associada à competição e visa resultados. O esporte é importante na formação do caráter porque desenvolve a sociabilidade, respeito às regras, empenho e o modo de lidar com a vitória e a derrota.
Por outro lado, acarreta riscos de lesões físicas (luxação, fratura, rompimento de ligamentos, entorses), desidratação (pelo calor) e sobrecarga psicológica (conflito emocional).
Já a atividade física somente é praticada por lazer e os riscos de lesões são significantemente menor que no esporte.

A relação entre o exercício físico e a nutrição para um desenvolvimento saudável é uma coisa absolutamente provada, imperativa. Isto é, hoje se considera unanimemente que a orientação mais sensata para a saúde da criança é a que defende uma boa nutrição e atividades físicas regulares.

Sendo assim, a possibilidade da criança contar com uma dieta adequada e com atividades físicas é, sem dúvida nenhuma, um escudo de proteção para a grande maioria dos problemas que uma criança está sujeita a ter. Na verdade, isso cria um verdadeiro círculo vicioso de vida saudável, o que é talvez mais importante no sentido de se fazer um investimento para a saúde futura.

Além de não prejudicar em nada, começar atividade física o quanto antes auxilia em diversos fatores no crescimento da criança, que terá uma vida mais saudável, será um adulto mais feliz, com menos riscos de desenvolver doenças como diabetes, hipertensão, obesidade etc.

São diversas as atividades indicadas para as crianças, como:
• Dança;
• Lutas;
• Natação;
• Futebol;
E todos os piques da vida, rs.

Então, meninas, mães e aquelas que têm crianças... Qualquer idade é idade para começar atividades físicas! Desde que acompanhadas por profissionais da área e sempre com cuidado dos educadores e pais. ;)
Vamos colocar nossas crianças para se exercitarem e brincarem ao máximo!
Beijinhos,

segunda-feira, 24 de novembro de 2014

Madeixas: Tendências de corte para o verão

Hello, meninas!

Cortar o cabelo dá a sensação de mudança completa. Mas não adianta nada ficar de cara nova com ar datado. O verão pede um ar despojado, com cabelos bem cortados, sem pontas duplas e com movimento, devidamente preparados para a estação mais quente do ano. Para vocês, selecionei os cortes que vão ser ou continuam sendo a cara do verão!


Bob Hair
O bob hair continua sendo o corte do momento, agora em duas versões: curto e na altura do ombro . Mais curto na nuca, com as pontas desfiadas e assimétricas na parte frontal, ele dá um movimento dinâmico aos fios. O corte é versátil e serve para qualquer tipo de cabelo, dos lisos aos ondulados. Ele dá volume ao cabelo e destaca o rosto, podendo ser estilizado com mousse e babyliss para ficar mais despojado, bem a cara do verão. Dá para deixar ele bem curto, na altura da orelha, como uma nova versão do Chanel.

Long Bob
Esta tendência vem desde o verão passado. Considerado o "novo curto", o long bob é o corte escolhido por quem quer mudar o visual, mas não abre mão de alguns centímetros a mais. Prático, versátil e moderno, ele pode ser feito em todos os tipos cabelos: lisos, ondulados e até cacheados. O cabelo é cortado quatro dedos abaixo do ombro, com base reta, e a parte de trás é toda desfiada. A frente é um pouco menos repicada, com um leve bico, apenas para evitar que ele fique arredondado e a franja pode ser longa.

Blunt Hair
O blunt hair é também conhecido como o corte sem corte. Não existem regras, ele é despojado e não segue padrões. A próxima estação pede fios desconexos e em camadas, que deem leveza e movimento ao cabelo, com ondas largas. O blunt hair dá este efeito desconectado, com pontas maiores e menores. O legal é bagunçar bastante e dar efeito ao cabelo com os finalizadores.

Corte Cowgirl
O corte cowgirl é repicado com camadas mais curtas e tem efeito sujinho, bem estilizado. O estilo pode ser conseguido com as pontas repicadas para dar volume aos fios. Está em alta esse estilo bem bagunçado nos fios e a tendência pede um corte mais natural e despojado, com acabamento desigual. A finalização é ‘podrinha’ mesmo. Quanto menos produzido melhor.  
Corte Bordado
Este é o corte ideal para quem precisa eliminar as pontas duplas, sem reduzir o comprimento, e revitalizar o cabelo em tempo para o verão. O corte bordado é feito ao longo do fio, removendo pontas duplas, secas e danificadas. O procedimento é feito com uma tesoura de corte a laser, que sela a cutícula do cabelo, ou fio navalha. Este tipo de corte, com camadas longas, dá movimento e fluidez aos fios.

segunda-feira, 17 de novembro de 2014

Madeixas: Cortando o cabelo em casa

Hello, meninas!

Bem, tem horas, dias ou meses que não dá né? É conta para pagar, faculdade, trabalho... E tempo para ir ao salão e se cuidar nada! Mas, calma, tudo tem solução. Hoje, daremos dicas de como cortar o cabelo em casa e sem fazer uma "burrada" nas madeixas! 

Não há grandes segredos ou dificuldades. Você precisa ter um local com boa iluminação, de preferência com bastante luz natural, ou então com uma lâmpada bem clara. Pode ser seu quarto, sua sala, o banheiro, a área de serviço, o quintal... Onde for melhor para você.
É preciso, também, comprar uma boa tesoura de cortar cabelo (não, tesourinha de cortar papel e tesoura para cortar tecido NÃO servem! Qualquer tesoura que não seja a própria para corte de cabelo é proibida!), prendedores de plástico (em forma de "bico de pato", de clips, ou como você preferir), pente de dentes finos, e um espelho de tamanho médio ou grande. Se puder, compre também uma capa plástica para que aqueles cabelinhos cortados não grudem na sua pele ou na roupa. Dados os itens necessários, vamos aos tipos de cortes e seus cuidados.

Franja precisa ser cortada úmida

O corte mais comum feito em casa é a franja, pois costuma crescer rápido e em poucas semanas já começa a incomodar. O ideal para cortar essa área é umedecer os fios e separa-los do resto do cabelo. Penteei a franja de maneira a formar um triangulo na testa, assim, será mais fácil não errar no comprimento. Usando os dedos na horizontal, marque o tamanho desejado da franja e corte logo abaixo da marcação. É bom lembrar que fios ficam mais curtos quando secos. Para quem não tem habilidade com a tesoura, uma alternativa é torcer a mecha da franja antes de cortá-la.

Repicado marcado é fácil de fazer, mas exige controle do tamanho das mechas
Para quem tem fios repicados, o mais indicado é a técnica do rabo de cavalo invertido. Para realizá-la, prenda um rabo de cavalo na altura da testa. O penteado ficará caindo no rosto. Marque a altura desejada para o corte e passe a tesoura no ponto escolhido. Em caso de dúvida do tamanho, vá aparando aos poucos (prendendo no rabo de cavalo invertido, cortando, e depois soltando para verificar a altura). Quem tiver muito cabelo e quiser camadas ainda mais acentuadas pode cortar em sessões, fazendo um rabo para a franja e outro para o comprimento.

Cortando camadas suaves...
O terceiro modo para cortar as mechas em casa deixa as camadas suaves, mas exige mais coordenação motora do que as outras opções. Para esta técnica, divida as madeixas em três áreas, as laterais e a parte de trás. Quem possui fios volumosos deve dividir o cabelo em seis partes, separando as mechas laterais em duas, a partir da linha da orelha, e a mecha de trás em metades iguais.
O segredo para conseguir as mechas é inclinar a cabeça na hora do corte, o que pode ser difícil, principalmente na parte de trás. Para realizar a técnica, comece por uma das mechas laterais e estique-a para depois cortá-la. O movimento precisa ser acompanhado pela cabeça, que deve ficar em um angulo de 35° e acompanhar a mecha que será cortada - indo para trás junto com os fios de trás, para o lado ao cortar as laterais, e para frente no topo. Como resultado, camadas com movimento que ficam com um caimento discreto por intercalar os fios levemente.

Como cortar o cabelo em V
Parta o cabelo ao meio, em duas partes exatamente iguais. Penteie muito bem uma das partes, segure firmemente a parte penteada e corte-a reto no tamanho que você quiser. Repita a operação com a outra mecha. Quando soltar, seu cabelo estará em V.

Mas fiquem atentas meninas, se não se sentirem seguras, procurem um profissional, ok?! Nada de fazer buracos na cabeça! Rs. Vamos nos manter sempre lindas.
Por hoje, é isso! Um beijo, boa semana e até a próxima :*

quinta-feira, 13 de novembro de 2014

Saúde & Fitness: Massa magra x Massa gorda

Olá, meninas. Hoje, falarei sobre a diferença da massa magra e da massa gorda, que são componentes do nosso corpo, juntamente com a água.
Para explicar melhor vou dar um exemplo rápido: você já reparou que algumas pessoas com tipos de corpos diferentes, uma forte e uma gordinha, possuem o mesmo peso? Ou a forte pesa mais que a gorda?
Então, isso acontece porque o músculo que está presente na massa magra pesa mais (pois é) que a gordurinha daquela pessoa gordinha e, por isso, o forte fica mais pesado que o gordinho e, apesar de ser mais saudável.


Vamos lá...
A massa gorda é o peso de gordura que temos no corpo. Basicamente, é toda aquela massa que queremos perder. Mas, o que poucos sabem, é que ela também é importante para o corpo. Em quantidades ideais, ela ajuda a proteger os órgãos. Já em excesso, ela é responsável por causar diversos tipos de doenças, como diabetes, hipertensão arterial, dislipidemia (colesterol ruim alto) e problemas cardíacos.



A massa magra, por sua vez, é composta por músculos, órgãos vitais, ossos e líquidos corporais. E quanto mais nossa % de massa magra no corpo, maior e mais rápida é nossa perda calórica. Sim, uma pessoa forte com alto % de massa magra, queima bem mais calorias que o individuo com alta % de massa gorda. Isso acontece porque a demanda do organismo para "cuidar" dessa massa é maior, consumindo assim mais calorias. 

Para ganhar massa magra é preciso uma alimentação rica em proteínas.
Alguns alimentos considerados bons para o aumento da massa magra (consulte sempre um especialista):

1- Clara de ovo (quem nunca viu um "marombeiro" com um potinho de clara de ovo e frango?? Rs). Então, é uma das melhores proteínas. Tem componentes que colaboram para a reparação dos tecidos musculares, entre outros.

2- Carnes magras em geral (carne vermelha, frango e peixes) são excelentes fontes de proteínas, vitaminas como do complexo B e minerais como o Ferro. Esses alimentos possuem aminoácidos essenciais para a construção muscular. Um alimento prático e ótimo é o atum, também rico em proteína.

3- As leguminosas (feijão, lentinha, fava, grão de bico e a soja) também são considerados boas fontes de proteínas, além de serem ricas em fibras e minerais.

4- A combinação arroz e feijão, além de fazer parte dos hábitos alimentares brasileiros, também fornecem uma proteína de ótima qualidade, pois fornece todos os aminoácidos essenciais.

Para adequar corretamente sua ingestão proteica às suas necessidades nutricionais e contribuir para o aumento da massa muscular e desempenho, procure um nutricionista. Lembrando que o excesso de proteína, como de qualquer outro alimento, pode ser prejudicial a sua saúde!

Teste uma melhor alimentação, combinada a exercícios físicos e siga algumas dicas pessoais:
> ESQUEÇAM A BALANÇA;
> Repare diferenças em roupas;
> Tire fotos do seu corpo para comparar;

Então, meninas, nosso assunto de hoje acaba por aqui, até a próxima!
Beeeijinhos,
A massa gorda é o peso de gordura que temos no corpo. Basicamente, é toda aquela massa que queremos perder, mas o que poucos sabem, também é importante para o corpo. Em quantidades ideais, ela ajuda a proteger os órgãos. Já em excesso, ela é responsável por causar diversos males à saúde, como diabetes, hipertensão arterial, dislipidemia (colesterol alto) e problemas cardíacos. - See more at: http://www.trackandfield.com.br/wordpress/saude/massa-magra-x-massa-gorda-entenda-a-diferenca-e-o-impacto-delas-na-sua-balanca#sthash.9TXwCh2u.dpuf
A massa gorda é o peso de gordura que temos no corpo. Basicamente, é toda aquela massa que queremos perder, mas o que poucos sabem, também é importante para o corpo. Em quantidades ideais, ela ajuda a proteger os órgãos. Já em excesso, ela é responsável por causar diversos males à saúde, como diabetes, hipertensão arterial, dislipidemia (colesterol alto) e problemas cardíacos. - See more at: http://www.trackandfield.com.br/wordpress/saude/massa-magra-x-massa-gorda-entenda-a-diferenca-e-o-impacto-delas-na-sua-balanca#sthash.9TXwCh2u.dpuf
A massa gorda é o peso de gordura que temos no corpo. Basicamente, é toda aquela massa que queremos perder, mas o que poucos sabem, também é importante para o corpo. Em quantidades ideais, ela ajuda a proteger os órgãos. Já em excesso, ela é responsável por causar diversos males à saúde, como diabetes, hipertensão arterial, dislipidemia (colesterol alto) e problemas cardíacos. - See more at: http://www.trackandfield.com.br/wordpress/saude/massa-magra-x-massa-gorda-entenda-a-diferenca-e-o-impacto-delas-na-sua-balanca#sthash.9TXwCh2u.dpuf
A massa gorda é o peso de gordura que temos no corpo. Basicamente, é toda aquela massa que queremos perder, mas o que poucos sabem, também é importante para o corpo. Em quantidades ideais, ela ajuda a proteger os órgãos. Já em excesso, ela é responsável por causar diversos males à saúde, como diabetes, hipertensão arterial, dislipidemia (colesterol alto) e problemas cardíacos. - See more at: http://www.trackandfield.com.br/wordpress/saude/massa-magra-x-massa-gorda-entenda-a-diferenca-e-o-impacto-delas-na-sua-balanca#sthash.9TXwCh2u.dpuf
A massa gorda é o peso de gordura que temos no corpo. Basicamente, é toda aquela massa que queremos perder, mas o que poucos sabem, também é importante para o corpo. Em quantidades ideais, ela ajuda a proteger os órgãos. Já em excesso, ela é responsável por causar diversos males à saúde, como diabetes, hipertensão arterial, dislipidemia (colesterol alto) e problemas cardíacos. - See more at: http://www.trackandfield.com.br/wordpress/saude/massa-magra-x-massa-gorda-entenda-a-diferenca-e-o-impacto-delas-na-sua-balanca#sthash.9TXwCh2u.dpuf
A massa gorda é o peso de gordura que temos no corpo. Basicamente, é toda aquela massa que queremos perder, mas o que poucos sabem, também é importante para o corpo. Em quantidades ideais, ela ajuda a proteger os órgãos. Já em excesso, ela é responsável por causar diversos males à saúde, como diabetes, hipertensão arterial, dislipidemia (colesterol alto) e problemas cardíacos. - See more at: http://www.trackandfield.com.br/wordpress/saude/massa-magra-x-massa-gorda-entenda-a-diferenca-e-o-impacto-delas-na-sua-balanca#sthash.9TXwCh2u.dpuf
A massa gorda é o peso de gordura que temos no corpo. Basicamente, é toda aquela massa que queremos perder, mas o que poucos sabem, também é importante para o corpo. Em quantidades ideais, ela ajuda a proteger os órgãos. Já em excesso, ela é responsável por causar diversos males à saúde, como diabetes, hipertensão arterial, dislipidemia (colesterol alto) e problemas cardíacos. - See more at: http://www.trackandfield.com.br/wordpress/saude/massa-magra-x-massa-gorda-entenda-a-diferenca-e-o-impacto-delas-na-sua-balanca#sthash.9TXwCh2u.dpuf
A massa gorda é o peso de gordura que temos no corpo. Basicamente, é toda aquela massa que queremos perder, mas o que poucos sabem, também é importante para o corpo. Em quantidades ideais, ela ajuda a proteger os órgãos. Já em excesso, ela é responsável por causar diversos males à saúde, como diabetes, hipertensão arterial, dislipidemia (colesterol alto) e problemas cardíacos. - See more at: http://www.trackandfield.com.br/wordpress/saude/massa-magra-x-massa-gorda-entenda-a-diferenca-e-o-impacto-delas-na-sua-balanca#sthash.9TXwCh2u.dpuf

segunda-feira, 10 de novembro de 2014

Madeixas: Receitinhas Naturais

Hello, meninas!
Mãe, tia, avó, prima... Cada uma tem sua receitinha de produtos naturais para hidratar os cabelos. Se você quiser evitar produtos industrializados e caros, que tal experimentar algumas dessas receitinhas naturais? Você pode fazê-las na sua própria cozinha, usando óleos essenciais, ervas e até mesmo frutas e não, não é um post sobre culinária! Rs. Então, seguem algumas receitinhas práticas, naturais e econômicas, venham ver!


Vinagre de Maçã
Embora possa parecer estranho tratar o cabelo com algo tão ácido como o vinagre, a verdade é que o cabelo realmente o aprecia, devido à sua natureza ligeiramente ácida. O pH do nosso cabelo varia de 3,5 (ácido) a 5,5 (quase neutro). Os produtos para cabelos normalmente são alcalinos e desequilibram o pH. Vinagre, por outro lado, ajuda a restaurar o cabelo com seu pH mais ácido. Ele sela as cutículas, deixando o cabelo mais brilhante, mais forte e menos propenso à quebra, além de remover o acúmulo de produto que sufoca o couro cabeludo. Ainda ajuda no crescimento natural dos fios. Assim, para deixar o seu cabelo realmente 100% em termos de crescimento e de qualidade, o vinagre é um excelente tratamento.

Receita: Misture 1 parte de vinagre de maçã com duas partes de água. Para minimizar o odor, adicione algumas gotas de seu óleo essencial favorito. Use como um enxágue final após você lavar os cabelos. Pode ser usado de uma a duas vezes na semana.

Ovo e Azeite de Oliva
O ovo é rico em proteínas, vitaminas e ácidos graxos. A gema de ovo nutre o couro cabeludo, deixando o cabelo mais suave, mais brilhante e mais saudável. A abundância de vitaminas A, D, e E ajuda a evitar a queda de cabelo, e até engrossa os fios. As vitaminas ajudam, também, no crescimento saudável dos fios.
O azeite de oliva é muito conhecido por suas propriedades cosméticas. É uma forma natural e comprovada de manter a beleza da pele, das unhas e dos cabelos. Ele possui vitaminas A, D, K e E, e é um poderoso antioxidante. Muito usado em produtos de beleza, nos cabelos ele hidrata, dá brilho e promove um tratamento profundo, dando proteção e nutrição. Uma hidratação com azeite de oliva repara as cutículas dos fios e restaura a maciez, reduz o frizz e o volume, melhora as pontas duplas, melhora a textura do cabelo, fortalece os fios e dá brilho as madeixas.

Receita: Misture 2 gemas (pode ser o ovo inteiro também) com 2 colheres de sopa de azeite de oliva. Em seguida, dilua a mistura com um pouquinho de água (50ml). Passe aos poucos a mistura no couro cabeludo e no comprimento, massageando bem lentamente. Deixe agir por 20 minutos e lave os cabelos normalmente.

Alecrim
O alecrim é extremamente rico em antioxidantes, que combatem os radicais livres. Assim, é uma boa opção para combater a queda de cabelo. O alecrim é bom para regenerar, diminuir a queda e estimular o crescimento do cabelo. É certo, também, que o alecrim tem propriedades anti-seborreicas.

Receita: Faça o chá de alecrim (mais ou menos 50ml). Em seguida, massageie a mistura em seu cabelo, começando nas extremidades e trabalhando o caminho até o couro cabeludo. Para potencializar os efeitos, pode colocar umas gotinhas de óleo essencial de alecrim. É muito leve e não é oleoso. Use o chá com os cabelos limpos. Faça uma ou duas vezes na semana.

Óleo de Amêndoas
Ele é rico em vitamina E, vitamina B, além de componentes importantes como zinco, ferro, cálcio, magnésio, fósforo, potássio e proteínas. O óleo de amêndoas doces tem um alto poder de hidratação, tanto para a pele, como para os cabelos. Se você está tentando fortalecer e acelerar o crescimento dos cabelos, o óleo de amêndoas é um meio simples e eficaz para isso. O óleo de amêndoa é útil porque tem ácidos graxos saudáveis, deixa os cabelos macios, ajuda a recuperar fios danificados e diminui o volume.

Receita: Reserve uma colher de sopa de óleo de amêndoa (mais ou menos, dependendo do comprimento e da espessura do seu cabelo) e massageie seu couro cabeludo até as extremidades de seu cabelo. Deixe agir por 15 minutos. Em seguida, lave os cabelos normalmente.

Então, meninas, são produtos fáceis de se encontrar, não acham? O negócio é ir agora no quintal/supermercado e aproveitar essas super dicas e deixar os cabelos cada vez mais sedosos!
Um beijo e até a próxima :*

quinta-feira, 6 de novembro de 2014

Saúde & Fitness: Adoçantes

Olá meninas! No post de hoje, vou falar sobre adoçante...
Hoje, qualquer cantinho com café, acompanha, pelo menos, um tipo de adoçante. Sucralose, ciclamato, sacarina, aspartame, acessulfame-k e steviosideo (stevia) são os mais comuns. Com pouca ou nenhuma caloria, eles se tornaram uma boa alternativa para limitar a ingestão de açúcar, sem abdicar do sabor doce dos alimentos. Tal característica, entretanto, também fez com que os adoçantes começassem a ser usados sem qualquer moderação, parecendo indiferente dar esguichadas ou pingar algumas gotinhas do líquido.
Mas será que o exagero não traz qualquer consequência?

Algumas dúvidas:

Adoçantes podem ser usados sem moderação?
Não! Todos os adoçantes apresentam uma dose limite de segurança, que deve ser respeitada, pois, do contrário, podem causar toxicidade. A dose máxima recomendada varia de produto para produto e vem especificada na embalagem, mas costuma ser muito difícil de atingir. Ainda assim, prefira contar poucas gotas a dar esguichadas de adoçante nos alimentos. 

Quais os riscos do consumo excessivo de adoçantes?
Desde problemas neurológicos até câncer.
Cada adoçante apresenta um tipo de risco para a saúde caso a dose máxima recomendada não seja respeitada. O aspartame, por exemplo, pode desencadear problemas neurológicos, dores de cabeça e até insônia. A ingestão excessiva de sacarina, por outro lado, já foi associada a um maior risco de câncer de bexiga. Por isso, não exagerem no consumo.

Qual o adoçante mais recomendado para se usar em receitas de bolos?
Adoçantes culinários em pó.
Para preparar bolos, queijadinha e outros doces em que o açúcar não só adoça como também dá volume, o ideal é usar adoçantes culinários em pó, onde há equivalência em relação ao sabor e à quantidade. Assim, uma xícara de açúcar, por exemplo, pode ser substituída por uma xícara de adoçante sem a necessidade de compensar o volume da massa com mais farinha ou margarina, como aconteceria com o uso de adoçantes líquidos. Em mousses, por outro lado, o açúcar pode ser substituído por adoçantes líquidos, já que sua função é apenas a de adoçar e não a de dar volume. 

Adoçantes podem ser usados por gestantes? 
Há controvérsias! 
Embora as grandes marcas de adoçante tenham sido submetidas a testes para, então, serem vendidas com segurança, o uso do produto por gestantes ainda é visto com certa preocupação por profissionais de saúde. Não há estudos feitos com esse público, porque, neste caso, a mãe participante estaria colocando a vida do bebê em risco. Por isso, durante os nove meses de gravidez, recomenda-se o uso de açúcar. 

Qual o melhor adoçante para bebidas? 
O da preferência de quem irá beber. 
Para adoçar bebidas, pode ser usado qualquer adoçante. Assim, o ideal é escolher aquele que mais agrada o paladar, não deixando sabor amargo. O aspartame é um dos mais utilizados.
Adoçantes são recomendados para quem sofre de diabetes? 
Sim. Na verdade, adoçantes foram criados especificamente para uso de pessoas portadoras do diabetes e, com o tempo, passaram a ser adotados por quem está de dieta.
O objetivo do produto é evitar picos de glicemia no sangue, que ocorriam com a ingestão de açúcar. O fato de conter pouca ou nenhuma caloria, entretanto, atraiu a atenção de quem desejava perder peso. Estudos mostram, porém, que o uso de adoçantes por quem quer emagrecer pode ter efeito contrário em alguns casos. O sabor pode não saciar a vontade de comer algo doce como aconteceria com a ingestão de açúcar, fazendo com que o indivíduo coma mais. 

Adoçantes podem ser usados por crianças?
Não é recomendado! 
Adoçantes são recomendados apenas para crianças que sofrem de diabetes ou alguma outra doença em que o uso do produto desempenhe papel fundamental para sua saúde. O uso por crianças saudáveis deve ser evitado, pois não se sabe os efeitos que o produto pode ter no desenvolvimento infantil. 

O uso de adoçantes por adultos saudáveis é 100% seguro? 
Não necessariamente. 
Apesar dos estudos feitos para determinar a dose máxima recomendada de uso dos adoçantes, muitos profissionais ainda são a favor da exclusão do produto da dieta. Nenhum estudo envolvendo muitos participantes e de longo prazo foi realizado com cada um deles, provando que adoçantes não favorecem o desenvolvimento de qualquer problema. 

Então, meninas, a todas vocês que querem incluir o adoçante na dieta, é bom tirar as dúvidas com algum profissional da área e sempre que for usar, utilizar em quantidades moderadas!
É isso! Beijos e até semana que vem! 

terça-feira, 4 de novembro de 2014

Maquiagem: Lápis de olho






    Na linha dágua, no contorno dos olhos, como delineador... Existem várias formas de valorizar o olhar com lápis. Não à toa, ele é um dos itens queridinhos do nécessaire. Aprenda a usá-lo de 6 maneiras diferentes.


Borradinho

Passe lápis preto em volta do olho e esfume com um pincel pequeno ou haste de algodão sem se preocupar com o desenho. A ideia, aqui, não é deixar o traço perfeito, mas criar um make com cara de que você dançou a noite inteira na balada. Capriche no corretivo para evitar olheiras escuras. A textura do lápis deve ser um pouco cremosa para facilitar o esfumado.

Contorno linha D'Agua

Escolha um lápis cremoso (se for muito seco, pode machucar os olhos!) e pinte a linha dágua embaixo e em cima. Para facilitar o trabalho, posicione o espelho embaixo de queixo. Se mesmo assim você tiver dificuldade em pintar a linha d'água superior, passe o lápis só embaixo e aperte os olhos com força para transferir o produto. Repita esse processo várias vezes.



Contorno por foda da linha dagua

Escolha um lápis cremoso e aplique-o em toda a extensão da linha d'água, inclusive no canto interno e na parte superior. Aí, escolha um lápis mais seco (para não correr o risco de transferir o produto para as pálpebras) e contorne os olhos por fora. Para deixar o make ainda mais poderoso, use cílios postiços com muito volume.

Deliniador


Não consegue acertar o traço do gatinho com delineador líquido? O lápis de olho pode seu aliado. Ele oferece mais firmeza e, se tiver textura seca ou for à prova dágua, não corre o risco de transferir para as pálpebras. Se você quiser um desenho bem gráfico, cole um pedaço de fita adesiva na diagonal para facilitar.


Na linha D' Agua.

Passar lápis na linha d'água inferior é um jeito rápido e prático de definir o olhar. O produto deve ser cremoso para deixar a aplicação mais suave. Para completar, dê algumas pinceladas de sombra metálica nas pálpebras e passe bastante máscara de cílios.
Rente aos cílios de baixo



Parte inferiores dos Cílios.

O truque de passar lápis rente aos cílios, além de definir, dá a impressão de olhos maiores. A textura não pode ser muito cremosa para evitar um desejável borradinho. Para aumentar a duração do make, você pode esfumar o lápis com um pouco de sombra marrom.








1. Lápis Superpreto, Contém 1g, R$ 58*. Tem textura cremosa e é bom para esfumar. Já vem com esponjinha.

2. Lápis Aqua Eyes 00L Mat Black, Make Up For Ever, R$ 79*. Tem menos risco de borrar por ser à prova d'água. Pode ser usado como delineador.

3. Lápis Colossal Kajal, Maybelline, R$ 17,90*. O lápis do tipo kajal é bem cremoso e ideal para esfumar.

4. Lápis Mega Impact, Avon, R$ 23,99*. É cremoso, mas tem longa fixação. Use para esfumar (antes do produto secar) ou como delineador (fique com os olhos fechados até o produto secar para evitar borrões).

5. Lápis para contorno dos olhos, Tracta, R$ 11,46*. É sequinho, ideal para contornar os olhos ou usar rente aos cílios de baixo.

6. Lápis Retrátil para Olhos Una, Natura, R$ 35,80*. É cremoso e vem com esponja acoplada para esfumar.


segunda-feira, 3 de novembro de 2014

Madeixas: Modelando os cabelos médios/curtos

Olá meninas, tudo bem?
Hoje, a tag madeixas vai dar dicas valiosas para aquelas girls detentoras de cabelos médios e curtos. Infelizmente, quando a gente corta, parece que toda aquela criatividade da mudança se vai, né? Ficamos com o mesmo estilo sempre, sem dar uma mudada, sem um up! E mesmice não combina conosco, não é mesmo? Então, a dica é sobre como dar volume, emoldurar o rosto, criar efeito assimétrico e domar os fios em cortes como bob e boyish, que estão super em alta entre as famosas. Vamos lá?


Boyish
A vantagem do corte bem curtinho, estilo joãozinho, em cabelos com volume é que ele pode ser elegante e comportado ou mais selvagem. E como arrumá-lo pode ser uma decisão para a hora em que você acordar. Se ele estiver rebelde, use um spray texturizante para modelar e deixá-lo bagunçado. Para ficar ainda mais sexy, combine com um make romântico, com bochechas levemente rosadas.

Bob com ondinha
Se o seu cabelo é ombré, aplique um protetor térmico nas pontas e modele com babyliss. O comprimento provavelmente será suficiente para apenas uma volta e o truque é manter as extremidades para fora: o efeito desejado é uma leve curva, não uma onda. Para finalizar, valorize o rosto, já que esse efeito vai jogar a atenção para ele, não importa seu formato. Um olho esfumado é o complemento ideal para essa composição.

Cor e volume
Para dar volume e iluminar, faça mechas estratégicas: escolha três diferentes tons e alterne em diferentes níveis no cabelo. Tons mais claros sobre mais mechas mais escuras criam camadas bem distintas, dando vida e volume ao cabelo curtinho e fino.

Escola assimétrica
Cabelos médios e de fios grossos ficam lindos com cortes assimétricos. Para deixá-los bem marcados, faça uma escova: aplique protetor térmico e divida o cabelo em partes para secar. A escova deve ficar em um ângulo de 45 graus em relação à cabeça, faça certa pressão para criar um efeito bem gráfico.


Bob de lado
Faça uma risca displicente e não centralizada. Deixe o seu melhor lado com menos cabelo para destacá-lo. Para acrescentar volume, ondulações relaxadas.

Então, gostaram das dicas? Espero que sim, pois na mesmice que não dá para ficar!
Um beijo, bom começo de semana e até a próxima :*