Páginas

quinta-feira, 11 de dezembro de 2014

Saúde & Fitness: Glúten

Meninas, hoje falarei sobre um assunto que está sendo muito falado e que as famosas estão fazendo: a dieta do "glúten free", que isenta totalmente o glúten do cardápio. Mas vocês sabem o que é o glúten?
Então, o glúten é uma proteína vegetal presente no trigo, aveia, centeio e cevada. Em outras palavras, está presente em pães, bolos, biscoitos, macarrão, cereais matinais e também na cerveja.
O ataque ao pãozinho é consequência da proliferação das dietas desintoxicantes. Elas ganharam força em meados de 2005. No Brasil, o programa detox é defendido por alguns nutricionistas, especialmente de uma corrente chamada funcional, baseada em alimentos não só saudáveis, mas especificamente indicados para a prevenção de males. Entre linhas mais ortodoxas da nutrição, essa dieta não tem tanto crédito. Entre os médicos, é raro quem a defenda, afinal, não há evidências científicas contundentes de que funcione.

O glúten é prejudicial a saúde?
O glúten, é verdade, pode ser prejudicial ao organismo, mas, comprovadamente, apenas entre aqueles que sofrem de doença celíaca, que afeta 1 em cada 200 pessoas no mundo.
Quando um celíaco consome glúten, seu sistema imunológico reconhece a proteína como um inimigo e reage contra ela. Esse ataque atinge o intestino delgado e prejudica a absorção de nutrientes.

Mas será mesmo que a restrição de glúten emagrece?
O emagrecimento acontece por dois motivos. Primeiro porque a retirada estes alimentos vai diminuir o inchaço natural causado pelo glúten. Segundo porque ele frequentemente está inserido em alimentos calóricos. Mas isso não quer dizer que a pessoa está perdendo gordura.
A restrição dos alimentos fonte desta proteína reduz automaticamente a ingestão calórica, e, como consequência, ocorre a perda de peso. Qualquer dieta com restrição de calorias pode emagrecer, seja com a retirada do glúten, da gordura ou do carboidrato, por exemplo. O glúten não possui nenhuma propriedade "antiemagrecimento".
O "paozinho" por exemplo, possui somente uma fração pequena que corresponde ao glúten. Proporcionalmente, a quantidade de carboidrato é muito maior, portanto, ao retirar o pão, retira-se o glúten, mas, principalmente, o carboidrato. Se pensarmos pela lógica, todos os pacientes com intolerância ao glúten ou doença celíaca deveriam sem magros, já que são orientados a seguir uma dieta isenta de glúten, o que não é verdade.

O glúten causa inchaço?
O glúten é responsável sim, pelo inchaço, e além disso, afeta o metabolismo, retardando a perda de peso. Mas o que engorda são os outros componentes que fazem companhia para ele nestes alimentos, como o carboidrato, gordura, açúcares e outros tipos de proteína. Logo, se você corta alimentos calóricos da sua vida e pratica atividades físicas, você irá emagrecer e "desinchar".
Como qualquer outro alimento, o glúten deve ser consumido moderadamente, pois, em excesso, pode engordar e prejudicar a saúde, já que grande parte dos alimentos possui glúten e alguns desses alimentos são: bolachas, bolos, biscoitos, pão, torradas, cerveja e qualquer massa que leve farinha de trigo, como a massa de pizza. (alimentos que todas nós sabemos que engordam, né? rs).


Dentre a lista de alimentos citados abaixo que não contém glúten, podemos ver que também há alimentos com grandes quantidades calóricas, então, não acredito que seja a isenção do glúten que emagreça...
○Frutas e vegetais; 
○Arroz e seus derivados;
Milho e seus derivados;
Fécula de batata;
Carnes e peixes;
Açúcar, chocolate, cacau, gelatinas e sorvetes;
Sal;
○Óleos, azeite e margarinas.

Então, se mantivermos uma boa alimentação, equilibrada e praticarmos atividades físicas regulares, teremos uma vida saudável e uma boa manutenção do nosso peso.
Obs: Procure sempre um profissional da área, seja para prescrição de dietas ou atividades!

Bom, por hoje é isso, até semana que vem!
Beijinhos,

Nenhum comentário:

Postar um comentário