Páginas

quinta-feira, 21 de novembro de 2013

Reformulando!

Oi, todo mundo! =)

O post de hoje vem pra contar pra vocês que o blog está passando por algumas reformulações... Algumas não, muitas! Rs
Bom, vou começar pelas que vocês já podem saber - sim, uma vai ser surpresa, depois conto :p

O Coisas de Graziella terá, a partir da semana que vem, colaboradora nova em coluna "véia", colaboradoras "não tão novas assim" em colunas novas, essa que aqui vos fala em mais posts...

Todas as novidades começam já na segunda-feira, dia 02/12 (uhullll)...
Nossa queridíssima Nique Guimarães estreia a coluna Madeixas, que vai falar sobre tudo e qualquer coisa relacionada aos nossos adorados cabelos!
Às quartas, continuo com minha coluna Look da Quinzena, postando, de 15 em 15 dias, looks com alguma peça específica (ou não).
Quinta-feira agora é dia de falar sobre unhas! Minha amada coluna Esmalte da semana volta com força total, porém, não será mais tão "minha". Com vocêêês... Chris Lima! (Na próxima quinta vocês a conhecerão melhor ;)
A sexta-feira vai ser assim: na primeira do mês, a Lu Bertini continua com suas resenhas de livros e as outras três serão dias pra testar alguns produtinhos e dizer pra vocês tuuudo about it! Eu e a Lu revezaremos a coluna Sim ou não?, fazendo uma avaliação sobre o produto em questão e, ao final, dando nosso veredito, rs.

E então, gente, o que acharam?
Espero que todos tenham adorado!

Beijocas e bom final de semana (levemente antecipado) pra todos nós!

quarta-feira, 20 de novembro de 2013

Chegando ao fim...

Sim, meus amigos, o brasileirão está chegando ao fim. Mas, mesmo faltando três rodadas para acabar, já temos o campeão definido desde a quarta passada. Sem grandes novidades, o Cruzeiro, com 72 pontos, 22 vitórias e 71.4 % de aproveitamento se sagrou Tricampeão do Brasileirão 2013, com muito mérito! 

Apesar disso, alguns times ainda estão com a situação indefinida na tabela. Ponte Preta (com 35 pontos), Vasco (38), Coritiba (41), Bahia (42), Fluminense (42), Criciúma (42) e Portuguesa (44) estão numa luta incansável contra o rebaixamento, todos tem chances de cair. Claro, uns mais que os outros, mas, para eles, cada jogo é decisivo.

No topo da tabela, o sentido de luta é bem diferente. Vitória (com 54 pontos) ,Botafogo (57), Atlético-PR (58), Goiás (59) e Grêmio (60) estão buscando rodada a rodada uma das três vagas que restam para libertadores e, assim como para os que lutam contra o rebaixamento, cada vitória é muito importante para se chegar ao objetivo. 

Os jogos da rodada serão, sábado: Vasco x Cruzeiro, Criciúma x Vitória, Atlético - MG x Goiás e, no domingo: Ponte Preta x Grêmio, Atlético PR x Náutico,Santos x Fluminense, Flamengo x Corinthians, São Paulo x Botafogo, Bahia x Portuguesa e Internacional x Coritiba.

E hoje acontece a primeira partida da final da Copa do Brasil, que vale uma vaga na disputada Libertadores. Atlético Paranaense e Flamengo vão jogar no estádio Durival Britto e Silva, às 21:50. Em situações bem opostas no Brasileirão, as duas equipes entram em campo hoje com todos seus jogadores. Uma vitória fora de casa seria de grande ajuda ao rubronegro carioca, que tem a missão de enfrentar a embalada equipe paranaense e sua calorosa torcida. Mas a torcida do Fla, que comparece em peso aos jogos, promete não abandonar o time. E ai, quem vai vencer esse primeiro duelo? Só assistindo para saber.

Então galerinha, vim aqui também para dizer que este será meu último post, por enquanto...rs! Gostaria de agradecer a todos que me acompanharam nesses quase 1 ano e meio. A todos que curtiram, comentaram e me apoiaram, meu "muito obrigada"! E não deixem de acompanhar este esporte fabuloso, que nos faz sorrir e chorar ao mesmo tempo! E não vamos dizer adeus e sim um até breve! Um super beeijo :*

segunda-feira, 11 de novembro de 2013

Questão de tempo para gritar "É campeão!"

Como define bem o título, é apenas uma questão de tempo para o torcedor cruzeirense soltar o grito de 'É campeão!'. Coisa que, aliás, eles fizeram ontem, mesmo sem terem se consagrado AINDA o time campeão do Brasileirão. Mas, pudera, com 71 pontos, 13 a mais do que o Atlético-Paranaense (2º colocado) e faltando 4 rodadas para o fim, a taça já é certa. Num dia ensolarado, com azul espalhado por tudo quanto é lado, Cruzeiro x Grêmio jogaram no Mineirão pela 33ª rodada. 

Dagoberto e Borges foram os jogadores protagonistas do primeiro tempo. Na esquerda, "Michel Teló", como foi carinhosamente apelidado, ditou o ritmo do  ataque do Cruzeiro, que tinha Borges à espera de uma bola. Dagoberto lançou para Borges executar um movimento sem nome. Uma meia bicicleta, um voleio de canela, vai saber! Foi tão diferente que o atacante acabou batendo  a cabeça no chão ao mesmo tempo em que Dida observou a bola entrar e bater no fundo da rede. Mais um passo  para o tri. 
Mas a essa altura, o Atlético-PR já vencia o São Paulo por 2 a 0, o que adiava o título da Raposa para a próxima rodada. O Grêmio se defendeu como pôde e deu a impressão que não queria atacar, com um meio campo sem criatividade, dependeu de contra-ataques mal armados. Um deles deu resultado quando a bola chegou aos pés de Pará, mas Fábio defendeu sem problemas. Kleber, marcado de perto, levou (sem surpresas) o cartão amarelo "de cada jogo", resumindo assim o primeiro tempo.

Na volta do segundo tempo, os dois técnicos tinham missões bem claras: Renato Gaúcho precisava fazer com que o Grêmio saísse para o ataque e Marcelo de Oliveira tinha que fazer seus jogadores lutarem pela vitória, mesmo sabendo que não levaria o Cruzeiro a ser campeão nessa rodada. As duas medidas foram tomadas. Só que no gol Cruzeirense havia um Fábio no caminho, o que impedia que o Grêmio conseguisse terminar seu ataque com sucesso. Todos os chutes tiveram um destino: defesa de Fábio. No Cruzeiro, o técnico lançou Willian e Luan nos lugares de Dagoberto e Everton Ribeiro, renovando a Raposa no ataque. E funcionou. Willian Entrou e fez o gol, na sobra, de pé esquerdo. A vitória do Atlético-PR já era certa em Curitiba, mas, mesmo assim, se ecoava por todo Mineirão gritos de "Tricampeão, tricampeão!”.
Ricardo Goulart fechou a vitória, fazendo o 3° e definitivo gol. Não foi dessa vez, o Cruzeiro ainda não vai carregar a taça. Pelo menos não a original, pois uma cópia foi levantada e carregada pelos jogadores, que comemoram muito a vitória. Afinal, na próxima rodada a Raposa joga fora de casa, e não poderá comemorar com a sua linda e arrebatadora torcida.

Os outros resultados da rodada foram: Flamengo 1x1 Goiás, Náutico 0x1 Criciúma, Vasco 2x2 Santos, Corinthians 1x0 Fluminense, Ponte Preta 0x3 Vitória, Atlético Paranaense 2x0 São Paulo, Internacional 2x1 Botafogo, Portuguesa 0x0 Coritiba, Bahia 0x0 Atlético Mineiro.

E você, leitor, que acompanha o blog e quer participar de nossas colunas, mande-nos um e-mail para grazineves7@gmail.com.
Estamos aguardando seu contato! Um beijo e até a próxima :* 

quinta-feira, 7 de novembro de 2013

Livro do Mês: Mathilda Savitch

Olááá!
Hoje vou indicar para vocês um dos melhores livros que eu já li! Não somente pela história ser envolvente e misteriosa, mas também pelo modo como ele foi escrito. Não sei explicar, mas faz com que você se sinta dentro da história, como uma amiga da personagem! Haha. Confesso que às vezes ele é meio confuso, como se o autor estivesse expondo um pensamento avulso do personagem - fazendo com que se aproxime da realidade, como disse. Enfim, vamos à resenha! 

Medo é algo que não existe para Mathilda Savitch. Ela encara o que a maioria das pessoas prefere nem mencionar. Por exemplo, o fato de que sua querida irmã mais velha ter sido morta jogada na frente de um trem, por um homem ainda à solta. Seu pais, consumidos pelo luto, agem como sonâmbulos. A missão de Mathilda é chocá-los para trazê-los de volta à vida. Sua estratégia? Ser malvada. Assim, ela inicia uma investigação que expõe tudo o que a irmã possuía de mais secreto (e-mails, cadernos, qualquer coisa que sua determinação e astúcia consigam encontrar) no momento em que todos a seu redor querem apenas esquecer a dor. No entanto, o que Mathilda não sabe é que precisará arriscar muito, e deixar para trás tudo o que ama, a fim de descobrir a verdade. 
Um livro de paixões impossíveis e humilhações devastadoras, que mostra como podemos, ao mesmo tempo, amar e odiar nossa família. Surpreendente, engraçado, comovente, estranho, verdadeiro, encantador e, no final, emocionante. Mathilda Savitch é uma estreia impressionante.

Mais detalhes:
Autor: Victor Lodato
Editora: Intrínseca
Número de páginas: 312

Você pode comprar AQUI.

Espero que gostem da dica de livro deste mês!
Beijos,

segunda-feira, 4 de novembro de 2013

Ultimo clássico carioca do ano: um Fla- Flu nada glamuroso

Foi o último Fla-Flu do ano! Os dois times entraram em campo com situações parecidas: ainda estavam brigando contra o risco do rebaixamento. De cara, dava pra ver as jogadas que as duas equipes explorariam, buscando a velocidade. Do lado tricolor, Biro-Biro caía pela direita para se aproveitar da lentidão de Frauches com a lateral esquerda - o zagueiro jogou improvisado na posição. Do lado rubronegro, a ordem era explorar a velocidade de Rafinha. A  jogada tricolor era mais eficiente. 
Pela direita, o Flu fez três lances seguidos com perigo. No caso do Flamengo, Rafinha não estava aproveitando o bom espaço e a improvisação de Anderson na lateral esquerda tricolor. Carlos Eduardo e Gabriel não conseguiam dar velocidade com qualidade às jogadas. Luiz Antonio, quando subia, era mais eficiente que os dois na armação. Foi pelo lado direito a melhor jogada rubronegra, quando Digão recuperou uma bola e centrou para Hernane, perto do gol, tocar para as redes do lado de fora.O Brocador já tinha tentado, de cabeça, abrir o placar, mas a bola saiu. 
Apesar de não ter Carlinhos para apoiar pela esquerda e contar com Edinho, Diguinho e Jean no meio de campo, a superioridade na primeira etapa foi do Tricolor. A melhor jogada surgiu do camisa 23, Rafael Sóis, que paralisou Paulo Victor aos 40. 
O segundo tempo começou bem diferente do primeiro. Rafinha acertou uma jogada pela direita. Hernane perdeu até então o gol mais feito da partida, aos 3 minutos, ao escorar para fora. Poucos minutos depois, Vanderlei Luxemburgo trocou Bruno por Rafinha.

A partida caiu de ritmo. O técnico Jayme de Almeida tirou Gabriel para pôr Bruninho. Vanderlei trocou Samuel por Marcelinho. Depois, tirou Diguinho para lançar Igor Julião. Assim, os dois times trocavam passes com muitos erros. O Fluminense teve três momentos de perigo. Bruninho e Adryan entraram e a partida ficou lá e cá. E, num centro (lance) de Rafinha, aos 44', Gum deu o carrinho e fez contra. Hernane comemorou como se fosse dele. Mais uma vez, a torcida rubronegra deu um show. Cantando bastante mesmo antes do gol, ajudou a empurrar o time para uma vitória que deu um alívio a mais ao Flamengo. Já o Fluminense fica numa situação delicada, com 36 pontos, está na 16ª posição.

Os outros resultados da rodada foram: Atlético- PR 1x0 Internacional, Vitória 1x Corinthians, Goiás 1x0 Botafogo, Grêmio 0x0 Bahia, Santos 0x1 Cruzeiro, Atlético - MG 5x0 Náutico, São Paulo 2x1 Portuguesa e Vasco 2x1 Coritiba.

E você, que acompanha o blog e quer participar ou dar sua opinião, não deixe de nos mandar um e-mail: grazineves7@gmail.com.
Estamos aguardando seu contanto! Um beijo e até a próxima :*